quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

O TEMOR DA “TERRA SEM LEI” VOLTA A ASSUSTAR JACARECI

Sem policiamento efetivo há muitos meses, a população do Distrito de Jacareci, há 19 km do município  de Camacã,  vive aterrorizada com o medo da banalização da violência, já que a localidade fica em região de difícil e de quase nenhum movimento de transporte por suas ruas – o que consequentemente deixa o lugar sem movimentação e propício a ações de vândalos, seja para atos de furtos e roubos e até mesmo de violência física com agressões e mortes. Como aconteceu no fim de semana do último carnaval, onde um membro da mesma família residente ali e que já havia perdido um ente de igual forma em menos de 2 meses, foi morto a tiros em praça pública quando se divertia entre amigos.

Sem fazer juízo dos fatos que corresponde ao trabalho de investigação da polícia civil, o fato é que toda população do pequeno distrito fica aterrorizada com o modo com que a violência tem se mostrado presente no cotidiano local, já que não há nenhuma ação policial para ao menos inibir que tais acontecimentos se deem com tanta frequência como está acontecendo nos últimos dois anos.

INDIGNAÇÃO
Não por acaso, centenas de pessoas da pequena Jacareci, que saíram de lá para residir em outras cidades nos quatro cantos do país, lamentam a vulnerabilidade com que seus familiares estão expostos a serem vítimas de um ato violento a qualquer momento, “PELO SIMPLES FATO DE NEGLIGÊNCIA ADMINISTRATIVA – SEJA DO GOVERNO DO ESTADO QUE COMANDA A PM, SEJA DA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL QUE HÁ MUITO TEMPO NÃO RESOLVE O PROBLEMA DA FALTA DE POLICIAMENTO NO DISTRITO”.  *(Aqui cabe o direito das autoridades falarem).

Diante dos fatos, por todas as redes sociais ecoam a indignação com a falta da implantação de uma política pública que garanta (ou ao menos tenta) a segurança dos cidadãos-contribuintes e eleitores de uma comunidade antes pacificada e estruturada no convívio social de centenas de famílias históricas, que hoje mal saem de casa para lazer e iniciativas sociais, com medo de serem agredidos ou vitimados gratuitamente.

Confira a Noticia de Violência neste link: 
http://migre.me/sXlb7

CARNAVAL DE SALVADOR TENDE A VOLTAR SER COMO ANTES

Em texto assinado pelo secretário de Relações Institucionais do Estado da Bahia, Josias Gomes, que fora divulgado nesta quinta-feira, 11, o governo do estado faz avaliação positiva do carnaval de Salvador sobre a participação dos foliões sem abadás, da implantação de portais de revista nos acessos aos circuitos e das ações do estado em diferentes iniciativas que colaboraram para a folia na capital.  Em contrapartida, o texto do secretário alfineta e coloca os possíveis problemas que atingem ao folião, sob culpa unicamente do prefeito da cidade – como é o caso da exclusividade de cerveja nos circuitos, que penaliza o consumidor.

Veja trechos da avaliação do governo do estado:
"Transcorreu animado e tranquilo o carnaval de Salvador, em sua versão 2016. O esforço do poder público na promoção do carnaval sem cordas, deste ano, marcará a história da folia baiana, na base do “antes e depois”.
Neste particular, a dedicação do governador Rui Costa na atração de patrocínios aos artistas mais famosos da música da Bahia está sendo reconhecida pelo povo, que brinca como sempre, só que com mais liberdade e democracia.
Fundamental lembrar que a participação de marcas famosas no patrocínio aos grandes trios, conforme acertado pelo governo estadual, não representou qualquer exclusividade a mais do que a exposição dessas marcas através de adereços e cartazes de publicidade.
Faço o parêntesis para lamentar a decisão da prefeitura soteropolitana em tornar exclusiva a venda de determinada marca de cerveja em todo o circuito da folia, incluindo ruas adjacentes. Bem diverso, pois, do que fez o governo, que garantiu, apenas, a exposição das marcas.
Lembrando, ainda, que tal exclusivismo submete ambulantes e comerciantes de bebidas, em geral, à venda de uma só marca, quebrando todo o princípio da livre concorrência, reduzindo os lucros de quem precisa escolher o menor preço, e prejudicando o folião-consumidor.
Com essa restrição à política da Prefeitura de Salvador, restrição feita, aliás, pela ampla maioria da população, é importante continuar comemorando a novidade deste ano, que é o carnaval sem cordas, com o governo do estado investindo recursos nos trios menores"...

Leia a documento completo no link abaixo:

DONA DE RESTAURANTE REPUDIA SERVIÇO DE COLETA DE LIXO EM CAMACÃ E PÕE AVISO NO ESTABELECIMENTO

Uma empresária do setor alimentação que é apelidada de Tia Carmem e muito conhecida no município de Camacã se revoltou com o serviço de coleta de lixo da cidade.
Acostumada a colocar os resíduos de alimentos do restaurante de sua propriedade na embalagem de costume para fácil manuseio dos homens do serviço público, Carmem resolveu assistir de perto a forma de como eles fazem o trabalho, só que deixou uma orientação por escrito:
“Senhor responsável pelo gari-coletor do carro de lixo educa seu funcionário eles quebram os baldes e joga o lixo no chão, Isso aconteceu agora aqui em frente ao meu restaurante na Carlos Gomes”.

Esta mensagem, foi publicada no momento exato, em que coletores do carro do lixo da cidade de Camacã, deixaram cair parte da sujeira, QUE ESTAVA EM UM BALDE, que normalmente ,a comerciante TIA Carmem, coloca em sua porta, momentos antes da coleta. Para sua surpresa, ainda levaram o balde! Inconformada com a falta de higiene e respeito, Tia Carmem disse à reportagem local, que em muitos momentos já fora desrespeitada, por alguns desses profissionais, e que a coisa ficou pior, depois que ela deixou de fornecer quentinhas de graça para eles''
“Não tenho nenhuma obrigação de dar comida, apesar de em muitos outros momentos ter dado sem nenhum problema, mas pela atitude irresponsável, resolvi suspender essas doações '',completou a proprietária do estabelecimento.

*Com informações de Paulo José.

sábado, 30 de janeiro de 2016

LIDERANÇA BAIANA EM SÃO PAULO DESTACA O TRABALHO DE MARTA NA PREFEITURA DA CAPITAL

Liderança respeitada, o conhecido baiano Dodô, ex-Coordenador do Núcleo de Cultura do Centro de Educação Unificada, no CEU de Parelheiros, tem acompanhado e apoiado a senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), pré-candidata a Prefeita em 2016, nas visitas que ela vem fazendo, desde o ano passado, na periferia de São Paulo, especialmente na Zona Sul. “Marta, na Prefeitura (2001-2004), investiu muito nos bairros e comunidades mais carentes de São Paulo, contribuindo desde a implantação pioneira do Bilhete Único, bem como na melhoria do transporte público implantando, construindo terminais de ônibus, estações de transferência e sistema Passa Rápido em importantes avenidas, entre tantas outras realizações como os CEUs, unidades de saúde, hospitais e piscinões contra enchentes”, comenta.

Pré-candidato a vereador em São Paulo, Dodô, que é publicitário, cerimonialista reconhecido e blogueiro de um importante canal de comunicação entre a colônia baiana residente na capital e sua terra-natal, foi destaque na Universidade de Santo Amaro, em 2009, pela transformação do seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de Coleta Seletiva em Projeto de Lei na Câmara Municipal.
No início de 2016, Dodô esteve ao lado de Marta, que foi conferir pessoalmente, de perto, o uso do Bilhete Único nos dois principais terminais da Zona Sul, Santo Amaro e Grajaú. O convite para a visita partiu de Dodô, que deixou a Coordenadoria do Núcleo de Cultura do CEU-Parelheiros em agosto do ano passado, após tomar a iniciativa de ir a Brasília pedir o apoio de Marta para a instalação de um teatro, já que o distrito não tem nenhum espaço de promoção de cultura, enquanto a atual administração alega falta de verba.

Ao revisitar o sistema de transporte coletivo de São Paulo, dia 27 de janeiro, para ver o funcionamento do Bilhete Único, implantado por ela quando Prefeita (2001-2004), a senadora Marta foi recebida com vivas pelos usuários do ônibus que tomou, no meio da tarde, na Avenida Brigadeiro Luís Antonio, em direção ao Terminal Santo Amaro. Passageiros chegaram a cantar em homenagem a ela:
 “Marta, eu vim aqui só pra te ver!”.

“Marta, seguramente, poderá fazer em São Paulo uma importante administração, voltada para aqueles que mais precisam. Pesquisa revela que ela foi a melhor prefeita que São Paulo já teve nos últimos 30 anos. A candidatura dela chega em boa hora”, completa Dodô.

*Reportagem de Miguel Aparecido.

sábado, 23 de janeiro de 2016

SEGUINDO A PREOCUPAÇÃO DO PAPA COM O MEIO AMBIENTE, CATÓLICOS UNEM FÉ E NATUREZA NA CF 2016

A Campanha da Fraternidade deste ano será Ecumênica e tem como tema “Casa comum, nossa responsabilidade” e como lema “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca” (Am 5.24).

Focada no meio ambiente e baseado em com questões ecológicas foi o tema da encíclica, carta circular, redigida pelo Papa Francisco. 
Com o tema “Casa Comum, Nossa responsabilidade" escolhido pelo nacional do Conselho Nacional das Igrejas Cristãs, a Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016 (CFE/2016) terá lançamento oficial na quarta-feira de cinzas, 10 de fevereiro, e prosseguirá até Domingo de Ramos, 20 de março.

MATERIAL DE APOIO - Para fomentar as ações da Campanha da Fraternidade, a CNBB publicou subsídios e roteiros para Círculos Bíblicos, Encontros Catequéticos para crianças, adolescentes e para jovens estudantes, como também para Famílias, além de Vias-Sacras Ecumênicas, Vigílias de oração e celebração da misericórdia.

Reflexão: A Este ano, a Campanha da Fraternidade é realizada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) em parceria com o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic). A proposta está em sintonia com a Encíclica do Papa Francisco, “Laudato Si”, que visa o aprofundamento, com a sociedade, de questões como o saneamento básico, a fim de garantir desenvolvimento, saúde integral e qualidade de vida aos cidadãos.

*Com informações e imagem da Rádio Vaticano.